Acho que é mais saudável ficar mesmo assim. Passar o dia trabalhando, estudando, tomar minha cerveja vez ou outra. Não quero tudo isso de novo. Fazem 6 meses, nada mudou, nem vai mudar. Melhor voltar ao que era quando R se foi. Sozinha de novo. Sem pensar.

março 25, 2016 at 9:21 pm Deixe um comentário

Quando você entende que tudo é repetição, como se R tivesse me rogado a praga do eterno retorno. Estou mais uma vez, presa no mesmo sentimento de sentir falta, de ter medo, de te ter e perder. De não saber. G, desde que entrou na minha vida só me faz pensar no sofrimento de quem se vai, e mesmo estando, só recordo a dor da perda.

janeiro 15, 2016 at 1:33 pm Deixe um comentário

O mais engraçado dos últimos tempos é não estar enlouquecidamente apaixonada por ninguém e ao mesmo tempo pensar que esse sentimento será sempre seu, sem ser meu. Sai com seu ex melhor amigo, que é meu amigo também, fomos almoçar, sempre toca no seu nome R. normal. Já nem sei se é insanidade.

novembro 9, 2015 at 6:20 pm Deixe um comentário

Queria sonhar com ele, dormi pensando nesse dia, mas, sonhei com você. Mais uma vez tinha outra pessoa entre nós, não era nada demais, mas doía como costumava doer. Quando você dizia, que eu podia ser melhor, e disse no sonho : Essa roupa é sua? Deve ter ficado linda. Mas não quis passar um minuto sequer depois que eu me troquei e ficou lá, com ela. E hoje só não consigo parar de ouvir Resentment.

julho 22, 2015 at 3:22 pm Deixe um comentário

Hoje tive absoluta certeza de só deu certo com S. É impressionante como quando tudo esta indo bem, as pessoas vão embora da minha vida, A; aquele homem que eu nem acreditava, tão lindo, tão amoroso acabou de receber uma proposta de trabalho no Rio. Mais uma vez, mais um. Acho que vou ter que mudar de cidade pra encontrar alguém que fique, e que fique comigo.

abril 28, 2015 at 2:19 pm Deixe um comentário

Naquele momento que U. foi embora, estudar longe, não fiquei tão mal, senti falta. Ainda nos falamos e nos vemos. Nesse meio tempo, um amor platonico, de muito tempo, A. se aproximou de mim, estamos. Ainda me belisco pra saber se é verdade, tô com medo, i’m falling so fast.

abril 7, 2015 at 8:01 pm Deixe um comentário

Tenho estado muito ocupada ultimamente, nossos horários não batem, já amadurecemos um pouco essa relação, que tem dado certo a distancia. Não morro sem U. sinto falta, mas aproveito esse tempo, pra mim. Será que finalmente as feridas de R. cicatrizaram? Ou será que R. sempre será meu parâmetro…

março 16, 2015 at 9:16 pm Deixe um comentário

Posts antigos Posts mais recentes


Categorias

  • Blogroll

  • Feeds